Redes Sociais
  Home - Notícias - Newsletters

Newsletters

Aumento de preços dos materiais de construção ameaça crescimento econômico e empregos


 

Odair Senra, presidente do SindusCon-SP (Sindicato da Construção) e membro principal da FIABCI-BRASIL, fala sobre o impacto dos aumentos de preços dos materiais de construção em um momento no qual o setor imobiliário se esforça para superar as dificuldades impostas pela pandemia de Covid-19.

O que vem ocorrendo com os materiais de construção durante a pandemia de Covid-19 no Brasil?

A escalada de aumentos dos preços dos materiais de construção e os atrasos em suas entregas, iniciados em junho de 2020, não foram interrompidos desde então e prosseguem nestes dois primeiros meses de 2021. Essa situação começa a provocar sérios prejuízos financeiros e desabastecimento à indústria da construção de todo o Brasil.

Quais impactos este cenário gera ao setor?

Se a escalada de preços dos materiais não cessar, o resultado será uma nova queda do PIB da construção, em vez do aguardado aumento. Diante do peso da construção na economia nacional, essa queda afetará negativamente o próprio crescimento econômico do país esperado para 2021 e a consequente geração massiva de emprego e renda.

O impacto no Estado de São Paulo pode ser verificado nos percentuais de aumentos dos custos das construtoras na aquisição de alguns dos principais insumos durante o primeiro mês de 2021.

E quanto aos impactos nos projetos em andamento?

Nos contratos de obras públicas, a tendência é a busca, pelas construtoras, do reequilíbrio econômico-financeiro dos contratos. Se houver recusa dos órgãos públicos contratantes, a judicialização destes reajustes será inevitável.

Já em relação ao fechamento de novos contratos de construção, há dificuldade crescente em realizar a orçamentação, em face da imprevisibilidade do ritmo de aumentos de preços dos insumos. Por conta disso, as metas de contratação de programas habitacionais, como o Casa Verde e Amarela, estão ameaçadas.

A indústria da construção tem buscado dialogar com as fabricantes de materiais e suas entidades representativas, para que sustem esta injustificada escalada de preços. As tentativas foram infrutíferas.

 



Retornar
FIABCI-BRASIL - Rua Dr. Bacelar, 1.043 - Mezanino - Vila Mariana - CEP: 04026-002 - São Paulo / SP