Redes Sociais
  Home - Notícias - Newsletters

Newsletters

Boletim Conjuntura - 24/07/2013


                                                                   

 

 Boletim Conjuntura Máquina da Notícia:

CENÁRIO MACRO

Em meio a notícias majoritariamente ruins, um alento foi dado pela Federação de Comércio em São Paulo. Após cinco meses de quedas sucessivas, a intenção de compras das famílias paulistas subiu 1,9% em junho, na comparação com maio. Se confrontada com o mesmo período do ano passado, há uma queda de 6%, porém.

 

A pesquisa da Fecomercio busca detectar o humor do consumidor sobre uma série de fatores. Todos os itens que compõem o indicador tiveram variações positivas _exemplos são a perspectiva de consumo (subiu 4,2%) e o quesito emprego atual (1,2%), que busca refletir a estabilidade do empregado. O único item que teve retração foi perspectiva profissional (-3,8%), indicando baixa perspectiva de mobilidade e promoção.

 

Isso pode ser sentido também nas palavras de Cimar Azevedo, coordenador de trabalho e rendimento do IBGE, que divulgou hoje a pesquisa mensal sobre emprego e salário. De acordo com ele, a conjuntura “não é favorável” e os dados indicam um “cenário preocupante”.

 

A taxa de desemprego nas seis regiões metropolitanas pesquisadas ficou em 6% em junho, após registrar 5,8% no mês anterior. “A pesquisa nos indica que a geração de emprego vem sendo suficiente para manter o emprego, não para ofertar mais oportunidades”, disse ele.

 

Entre maio e junho, a indústria foi o setor que mais demitiu _120 mil trabalhadores perderam o emprego, mais da metade em São Paulo.

 

Na temporada de balanços, destaque hoje para o resultado do Pão de Açúcar. A maior rede varejista brasileira terminou o segundo trimestre com lucro líquido de R$ 77 milhões, abaixo do esperado por analistas.

 

O resultado, que foi impactado por uma série de despesas relacionadas à fusão Ponto Frio/Casas Bahia e por provisões para perdas trabalhistas e tributárias, é 68,6% menor do que o registrado no mesmo período de 2012, quando a varejista lucrou R$ 245 milhões.

 

No front externo, duas notícias relevantes. A China eliminará impostos para as pequenas empresas, oferecerá mais ajuda para os exportadores e ampliará os canais de financiamento para acelerar o investimento em ferrovias, informou o governo nesta quarta-feira, nos esforços mais recentes de Pequim para impulsionar a economia em desaceleração. E o presidente dos EUA, Barack Obama, disse hoje que o “pior da crise econômica” já passou e que o país voltou a andar nos trilhos _as vendas de casas novas no país tiveram a maior alta em cinco anos.

 

POLÍTICA

 

O evento politico mais importante do dia acontece na noite de hoje, na Bahia. Pela primeira vez desde as manifestações de junho, Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva estarão juntos, em um evento promovido pelo PT como parte das comemorações dos dez anos do partido à frente do governo federal.

 

O ato tem simbolismo destacado pois foram relatados episódios de desgaste na relação entre o ex-presidente e a atual chefe de Estado, bem como foram feitos movimentos abertos de petistas e aliados para que Lula substituísse Dilma como candidato na eleição de 2014. Lula passou os últimos dias reafirmando ser Dilma sua candidata.

 

O colunista Lauro Jardim (Veja) diz que a CNI (Confederação Nacional da Indústria) tem em mãos uma pesquisa feita com 8.000 pessoas em 11 Estados brasileiros para medir o efeito das manifestações de junho sobre a popularidade dos governadores: o destaque foi Sérgio Cabral (Rio de Janeiro), que seria hoje o governador com pior avaliação.

 

Nas redes sociais, uma nova manifestação marcada para próxima sexta-feira (26), a favor dos protestos ocorridos no Rio de Janeiro, conta com a confirmação de mais de cinco mil pessoas. A diferença é que ele acontece em São Paulo. O protesto está previsto para as 18h, no vão livre do MASP. Aqui, há uma inversão do fenômeno registrado em junho: as manifestações nasceram em São Paulo e depois foram replicadas no Rio, agora acontece o inverso.

 

 


 

 

 



Retornar
FIABCI-BRASIL - Rua Dr. Bacelar, 1.043 - Mezanino - Vila Mariana - CEP: 04026-002 - São Paulo / SP