Redes Sociais
  Home - Notícias - Newsletters

Newsletters

Brasil é o 5º país no ranking da construção sustentável


 

 

 

 

Newsletter XI

 

 

 

 

 

Confira a Newsletter XI da Fiabci/Brasil e informe-se sobre a recente classificação do Brasil como o 5º país no ranking da construção sustentável.

 

 

Pão de Açúcar Indaiatuba: 1ª Certificação LEED para Supermercados no Brasil

 

 

As construções sustentáveis são tendência mundial e o Brasil já ocupa a 5ª posição no ranking dos países que possuem o maior número de empreendimentos sustentáveis. De acordo com o USGBC, em 17.06.11, 28 empreendimentos estavam certificados pelo critério Leed (Leadership in Energy and Environmental Design), o mais difundido mundialmente.

 

Segundo a SustentaX, há dez passos principais para se chegar a uma edificação sustentável:

 

        Definição dos objetivos do proprietário

        Projeto de sustentabilidade do empreendimento (água, materiais, qualidade ambiental, tecnologias, resíduos...)

        Otimização da eficiência energética da futura edificação

        Garantia de conforto térmico e acústico para os futuros ocupantes

        Planejamento sustentável da obra

        Acompanhamento do desenvolvimento do projeto e construção

        Auditoria de desempenho de equipamentos e sistemas

        Preparação para a operação

        Auditoria de certificação

        Certificação

 

Uma boa maneira de checar a sustentabilidade do imóvel é saber se ele possui certificado. E para isso, o empreendimento precisa ser erguido dentro de parâmetros ambientais em todas as fases - do planejamento à operação, passando pela construção. No Brasil, a busca por esse tipo de certificação cresceu 75% de 2009 pra cá.

 

Seguir com rigor os padrões exigidos pelas certificações tem seu preço: a construção pode ficar até 5% mais cara, dependendo da sofisticação desejada. Em contrapartida, um empreendimento construído dentro desses padrões podem reduzir entre 30% e 40% o consumo de energia, 50% o consumo de água, 35% a emissão de CO2 e em até 90% o descarte de resíduos, além de garantir um ambiente interno mais saudável e produtivo.

 

Além dos benefícios para o meio ambiente e à saúde da população, o aumento no número de obras sustentáveis condiz com o nítido desenvolvimento do setor nos últimos anos. Até 2006, só haviam 500 empreendimentos sustentáveis no mundo e hoje já são registrados cerca de 10 mil edifícios e mais de 1 milhão de residências sustentáveis.

 

Entre os empreendimentos que já foram certificados no Brasil estão bancos, hospitais, laboratórios de saúde, supermercados e prédios comerciais e escritórios corporativos.

 

 

Rochaverá: 1ª Certificação LEED Core & Shell nível Ouro no Hemisfério Sul

 

 

Certificado LEED

Um dos selos disponíveis no mercado é o LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) emitido, após auditorias, pelo instituto americano US Green Building Council, criado em 2000.

 

Para obter a certificação LEED são avaliados o consumo de energia, o reaproveitamento de água, o uso de materiais sustentáveis, a qualidade do ar interno, o controle de destinação de resíduos, entre outros vários itens.

 

Certificado AQUA

Outro critério de sustentabilidade ambiental para edificações disponível é o AQUA (Alta Qualidade Ambiental), o primeiro referencial técnico brasileiro. Desenvolvido em 2008 pela Fundação Vanzolini, o AQUA já conta com 25 processos iniciados e 13 empreendimentos certificados.

 

O AQUA, que começou a ser emitido no ano passado, baseia-se em 14 critérios de sustentabilidade divididos em quatro fases (eco-construção, eco-gestão, conforto e saúde), que se aplicam para diversos empreendimentos - residenciais, comerciais, complexos esportivos e habitação popular.

 

Selo CASA AZUL

Além disso, há iniciativas também no segmento de casas populares, o Selo Casa Azul, da Caixa Econômica Federal, destinado aos empreendimentos imobiliários que financia e que adotem procedimentos e tecnologias sustentáveis.

 

Procel Edifica

Para edificações, o PROCEL EDIFICA, sistema de etiquetagem para incentivar a conservação e o uso eficiente dos recursos naturais (água, luz, ventilação etc.) nas edificações, reduzindo os desperdícios e os impactos sobre o meio ambiente.

 

 


Fonte:

Grupo SustentaX

 

Duarte Garcia, Caselli Guimarães e Terra Advogados http://www.dgcgt.com.br/web/noticias_ler.asp?tipo=7&id=14868

 

IDHEA – Instituto para o Desenvolvimento da Habitação Ecológica http://www.idhea.com.br/pdf/construcao_sustentavel.pdf

 

Revista Exame – edição de abril

http://exame.abril.com.br/economia/meio-ambiente-e-energia/noticias/construcoes-sustentaveis-ganham-mercado-brasil-589607

 

Envie-nos sua sugestão: camila@fiabci.com.br

 



Retornar
FIABCI-BRASIL - Rua Dr. Bacelar, 1.043 - Mezanino - Vila Mariana - CEP: 04026-002 - São Paulo / SP